Informações da página

Você está em: Página Inicial > Napne Siep

Início do conteúdo

Napne Siep

Núcleo de Inclusão e Acessibilidade

 

IFRS Campus Bento Gonçalves

 

NAPNE (Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Especiais)

 

SIEP - RENAPI (Sistema de Informações da Educação Profissional e Tecnológica ? Rede Nacional de Pesquisa e Inovação)

 

O IFRS - Campus Bento Gonçalves possui, aglutinados em um mesmo espaço físico, as seguintes entidades cujo trabalho converge para Acessibilidade e Inclusão de Pessoas com Necessidades Especiais:

 

1) Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Especiais - NAPNE. O NAPNE é um órgão que foi institucionalizado no CEFET/BG por intermédio do programa TECNEP - Educação, Tecnologia e Profissionalização para Pessoas com Necessidades Especiais em dezembro de 2004, por portaria do Diretor Geral do CEFET-BG. Esse programa vem sendo desenvolvido pela SETEC (Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica) em parceria com a SEESP (Secretaria de Educação Especial) do MEC (Ministério da Educação).

 

2) Núcleo Gestor do Projeto de Acessibilidade Virtual: Esse núcleo foi institucionalizado desde 2006 pelo Programa SIEP (Sistema de Informações da Educação Profissional e Tecnológica), hoje denominado RENAPI (Rede Nacional de Pesquisa e Inovação) do Ministério da Educação. O objetivo desse trabalho é prover a acessibilidade virtual em sites, portais, objetos de aprendizagem, ambientes de educação a distância e sistemas web. Maiores detalhes em http://www.bento.ifrs.edu.br/ept/

 

3) Núcleo da Organização Não Governamental (ONG) RedEspecial Brasil: (www.redespecial.org.br). Esta ONG é um órgão a serviço das Pessoas com Necessidades Especiais (PNEs), através do uso das Tecnologias de Informação e Comunicação. Além do Núcleo do CEFET/BG, a RedEspecial-Brasil possui outros dois no Rio Grande do Sul, localizados: na Universidade Luterana do Brasil e na Universidade de Santa Maria. O Núcleo do CEFET-BG foi criado em 2004 objetivando complementar as pesquisas já realizadas na área da Informática na Educação Especial. A presidente de honra do Núcleo é a profa. Dra. Lucila Santarosa da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e a atual presidente é a Profa. Dra. Cleuza Alonso da Universidade de Santa Maria. Disponível em http://www.redespecial.org.br/.

 

4) Telecentro Acessível: a partir de agosto de 2007 o CEFET-BG passa a ser um Telecentro Acessível. Devido aos trabalhos realizados em prol da inclusão de Pessoas com Necessidades Especiais (PNEs), o ITS (Instituto de Tecnologia Social) de São Paulo em parceria com a Microsoft contemplaram o CEFET com curso a distância e presencial para dois integrantes do núcleo e todas as despesas pagas durante o curso presencial (a ser realizado na semana 27 a 31/08, na INFOESP ? Obras Sociais Irmã Dulce ? Salvador/BA) para uma pessoa, inclusive passagens aéreas. Além disso, os telecentros receberão tecnologias assistivas de acordo com a demanda criada em cada unidade. Maiores detalhes em http://www.itsbrasil.org.br/modules.php?name=News&file=article&sid=87.

 

Objetivos Gerais:

 

Articular Programas que promovam a inclusão sociodigital de Pessoas com Necessidades Educacionais Especiais, buscando o respeito às diferenças e a igualdade de Oportunidades.

 

Objetivos Específicos e Resultados Alcançados:

 

Institucionalizar o NAPNE (Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Educacionais Especiais) como órgão responsável pela coordenação das atividades ligadas à inclusão. O NAPNE foi institucionalizado por meio do Programa TECNEP (Tecnologia, Educação e Profissionalização para Pessoas com Necessidades Especiais) da SETEC-MEC, em dezembro de 2004 e desde então vem realizando ações que promovem a inclusão de PNEs. Em abril de 2008 houve a disponibilização de um técnico administrativo para melhorar as condições de trabalho.

 

Integrar o SIEP: No final de 2006, por intermédio do Programa TECNEP, fomos convidados para fazer parte do SIEP (Sistema de Informações da Educação Profissional e Tecnológica), programa da SETEC-MEC. Passamos a ser um dos onze Módulos (hoje Projetos) integrantes do SIEP. Por meio do SIEP as atividades foram intensificadas e foram recebidas bolsas para professores e alunos, além de recursos financeiros para instrumentalizar o núcleo. Dentre as atividades realizadas (e em desenvolvimento) pelo Módulo de Acessibilidade Virtual do SIEP destacam-se a acessibilização dos produtos gerados pelo universo do SIEP, como: sistemas web, objetos de aprendizagem, sites e portais; além de capacitações aos demais núcleos que integram o SIEP e pesquisa e desenvolvimento de tecnologias sociais assistivas. Essa atividade, assim como as realizadas no contexto do TECNEP vêm divulgando a instituição por todo o Brasil. Atualmente (março de 2009), contamos com 17 bolsas de discentes e 5 bolsas de pesquisador para realização de trabalhos. Além disso, por intermédio do SIEP-MEC, estamos firmando uma parceria com o Ministério do Planejamento (Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação) para auxiliar na implementação dos produtos gerados pelo Governo Eletrônico.

 

Ser um Telecentro Acessível: também houve participação do NAPNE da Instituição no Projeto Telecentro Acessível, projeto proveniente da parceria entre Instituto de Tecnologia Social e Microsoft. Por meio desse projeto em 2007 fomos contemplados com a capacitação de duas pessoas no uso de tecnologias assistivas, além de recebermos algumas ajudas técnicas (tecnologias assistivas) para pessoas com necessidades especiais.

 

Criar a Habitação Universal. O CEFET-BG iniciou em 2007 seu projeto de Habitação Universal, com recursos extra-orçamentários e provenientes do Programa TECNEP. Esse projeto foi executado na antiga residência do diretor da instituição, onde hoje estão instalados o NAPNE e o NEAD (Núcleo de Educação a Distância). Foram executados nesse projeto serviços de quebra de barreiras arquitetônicas, com adaptação de espaços, automação residencial e aquisição de mobiliário adaptado a pessoas com limitações sensoriais e físicas. Atualmente contamos com um banheiro e uma cozinha adaptados, além da automação da iluminação, persiana e piso tátil na entrada. Esse projeto está em andamento. O objetivo á automatizar todos os espaços e prover um ambiente que seja acessível a todos no contexto do Desenho Universal.

 

Institucionalizar o Educador Especializado. Esse perfil de profissional foi institucionalizado por meio da Resolução 06, de 03/12/2007, do Conselho Diretor, que aprovou a instrução normativa que define os perfis e atribuições do referido profissional.

 

Devido aos núcleos criados e ações acima mencionadas atualmente realizamos atividades que se complementam e que, além de serem realizadas em um mesmo espaço físico, aglutinam-se e primam por um mesmo objetivo geral, que é a promoção da inclusão sociodigital. Abaixo passamos a referi-las de modo pontual:

 

Atuar como Pólo do Curso de Especialização em Educação Profissional e Tecnológica Inclusiva: Em 26 de novembro de 2007, houve início da Especialização em Educação Profissional e Tecnológica Inclusiva, promovida pelo Programa TECNEP/MEC. O curso, desenvolvido na modalidade a distância disponibilizou 250 vagas, distribuídas em 5 polos ? um em cada região do Brasil, com 50 vagas por polo. O CEFET BG foi escolhido para ser o pólo da Região Sul. Assim, o encontro presencial do pólo Sul foi realizado em nossa instituição. A aula inaugural e as aulas presenciais foram realizadas no CEFET de Bento Gonçalves, contando com aproximadamente 50 alunos. O CEFET BG, como polo ofertante, foi contemplado com 5 vagas para profissionais da instituição. A previsão para encerramento do curso é setembro de 2009.

 

Realizar o I Encontro de NITES da região Sul: em abril de 2008 foi realizado o I Encontro de NITES (Núcleo de Inclusão e Tecnologia Social) da Região Sul. Participaram do evento os representantes dos NAPNEs de toda a região e gestão central do Programa TECNEP. O objetivo principal do encontro foram discussões acerca da possibilidade de ampliar o escopo dos trabalhos realizados pelos atuais NAPNEs.

 

Auxiliar na implementação de outros NAPNEs no Brasil: somos gestores estaduais e gestores regionais (sul) substituto do Programa TECNEP. Dentre nossas atribuições destacam-se: articular programas que visem tornar os outros NAPNEs ativos, auxiliar na criação de NAPNEs em cada campi dos institutos, auxiliar na compra de equipamentos e materiais adaptados, dentre outros.

 

Adaptar materiais para alunos deficientes inclusos nos cursos regulares ou nos cursos de capacitação promovidos pelo IF RS: transcrever, escanear, construir material em relevo, descrever imagens, auxiliar os professores na construção do material para as aulas, bem como divulgar para a comunidade interna e externa algumas atitudes pertinentes perante os PNEs.

 

Promover cursos de capacitação no CEFET BG nas diversas áreas cujo objetivo principal seja a inclusão sociodigital de PNEs.

 

O CEFET-BG ofereceu ao longo do ano de 2007 os seguintes Cursos para pessoas com necessidades especiais:

 

Iniciação à Degustação Adaptada a Deficientes Visuais

 

Tec. de Poda Adaptada a Deficientes Visuais

 

Informática Adaptada a Deficientes Visuais

 

Atividades físicas

 

Goalball

 

Além disso, uma das alunas atendidas pelo NAPNE prestou processo seletivo para o Curso Superior de Tecnologia em Alimentos, tendo sido aprovada em 8° lugar, freqüentando as turmas regulares a partir de 2008. Foi executado projeto para reforma dos banheiros a fim de torná-los acessíveis conforme prevê a legislação. Ainda foi possibilitado a uma docente a capacitação em Curso de Libras.

 

Em 2008 os cursos ofertados foram:

  • Curso de Informática para deficientes: 4 alunos (uma paralisada cerebral, uma autista e dois cegos) - frequência: todo o ano
  • Auals de GoalBall: 12 alunos deficientes visuais - todo o ano
  • Aulas Academia: 12 alunos deficientes visuais - todo o ano
  • Curso de Inglês: 15 alunos (integrantes do napne/siep)- ministrado por bolsista do SIEP - todo o ano
  • Curso de PHP: 5 alunos (equipe web do siep) - ministrado por bolsista do SIEP - todo o ano
  • Curso de Flash: 3 alunos (equipe de EAD do siep) - ministrado por bolsista do SIEP - 10 dias
  • Oficina de arteterapia: 10 alunos (para integrantes do NAPNE e pais de alunos deficientes) - ministrado por professora externa ao cefet - 3 dias
  • Oficina de mandala: 5 alunos (para integrantes do NAPNE, alunos deficientes e pais de alunos deficientes) - ministrado por professora externa ao cefet - 1 dia
  • Dia da solidariedade: professores e alunos do curso superior (ministrado por professor externo ao cefet) - 1 dia.
  • Prover soluções acessíveis e disponibilizá-las em um site modelo de acessibilidade (www.bento.ifrs.edu.br/ept)

 

Acessibilizamos objetos de aprendizagem feitos por outros núcleos do SIEP e fizemos uma tabela periódica acessível. Disponível em: http://www.bento.ifrs.edu.br/ept/oa.php

 

Fizemos algumas videoaulas explicando no código (programação) como fazer sites acessíveis. Disponíveis em: http://www.bento.ifrs.edu.br/ept/videoaulas.php

 

Fizemos dicas de navegação com os principais leitores de tela: Disponíveis em: http://www.bento.ifrs.edu.br/ept/dicas.php

 

Apresentamos os principais validadores de sites. Disponíveis em: http://www.bento.ifrs.edu.br/ept/mat_teste.php

 

E participamos de diversos eventos sobre acessibilidade. Disponíveis em: http://www.bento.ifrs.edu.br/ept/eventos.php

 

Realizar pesquisa e desenvolvimento de Tecnologias Sociais Assistivas, Software Educativos e Acessibilidade à Web. As pesquisas referem-se a encontrar software educativos e ajudas técnicas existentes no Brasil e no exterior para pessoas com deficiências visuais, auditivas, físicas, que permitam acesso ao computador, controle da vida diária, locomoção, comunicação, entretenimento às mesmas. Procuramos na Internet sobre elas, estudamos, divulgamos, fazemos manuais. Complementando essas pesquisas também divulgamos e aplicamos na prática nosso trabalho relacionado à acessibilidade, usabilidade e comunicabilidade na web O resultado disso pode ser encontrado em: http://www.bento.ifrs.edu.br/ept/manual_tas.php. O desenvolvimento de Tecnologia Social Assistiva refere-se à construção de mouses, acionadores, teclados diferentes - adaptados a pessoas com limitações físico-motoras, todos eles a baixo custo. Procuramos construir soluções baratas mas que cumprem o mesmo objetivo daquelas que são importadas, e, por isso, têm um custo elevado. Foram construídos 3 mouses adaptados para pessoas com limitações motoras a baixo custo. Estamos construindo os manuais para depois postar no site modelo (www.bento.ifrs.edu.br/ept).

 

Manuais já desenvolvidos: 29

Sobre Tecnologias Assistivas (8):

Sobre Software Educativos (11):

Sobre EAD (4):

Sobre Material para Estudo de acessibilidade (2):

Sobre Desenvolvimento Web Acessível (2):

Sobre Testes de Acessibilidade (2):

Checklist para validação manual

Final do Conteúdo Ir para as informações da Página

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Rua General Osório, 348 | Bairro Centro | CEP: 95700-000 | Bento Gonçalves/RS

E-mail: gabinete@ifrs.edu.br | Dúvidas de Acessibilidade:nav@ifrs.edu.br | Ouvidoria:ouvidoria@ifrs.edu.br | Telefone: (54) 3449-3300 | Fax: (54) 3449-3333